Ao sentirmos dor em alguma articulação, como ombros ou joelhos, é comum procurarmos primeiro por um Ortopedista. Afinal de contas, é ele quem atua com o sistema locomotor do nosso corpo, correto? Mas existe outra especialidade médica responsável por essa área também, o Reumatologista. E, embora, ambos atuem de forma muito próxima e de maneira complementar, as duas especialidades têm suas próprias peculiaridades.

Complicou? Este blog post é justamente para descomplicar a sua vida na hora de marcar uma consulta médica! Na dúvida se busca por um Ortopedista ou Reumatologista, a gente te explica qual médico você deve procurar em cada situação! Bora lá?

O que faz um Médico Ortopedista?

O Ortopedista é o médico que faz a prevenção, o diagnóstico, o tratamento e a reabilitação de doenças ou lesões mecânicas relacionadas aos ossos (fraturas, luxações, lesões de menisco, de ligamentos, entre outras).

Os tratamentos variam muito conforme o problema, mas é comum a aplicação de gesso, de infiltrações e a indicação de fisioterapia. Pacientes com problemas hereditários ou crônicos do aparelho locomotor devem visitar o ortopedista ao menos uma vez por ano.

O que faz um Médico Reumatologista?

O especialista que cuida dos problemas inflamatórios das articulações e tecidos (ossos, músculos, tendões e ligamentos) é o Reumatologista.

As doenças reumatológicas causam dor e reduzem a qualidade de vida do paciente. As principais são:

Artrite Reumatoide

Doença autoimune que afeta o revestimento das articulações, causando inchaços e dor. Com o tempo, a inflamação causada pela artrite pode levar à erosão do osso e deformidade da articulação.

Artrose

Também conhecida como osteoartrite, é uma doença caracterizada pelo desgaste das cartilagens que recobrem as extremidades dos ossos, causando dor e limitando a realização de movimentos.

Bursite

É uma doença caracterizada pela inflamação do saco membranoso responsável pela lubrificação das articulações. Seus sintomas são semelhantes aos da tendinite: dor, inchaço e vermelhidão no local afetado.

Fibromialgia

É uma síndrome ligada a transtornos psicológicos, como distúrbios do sono, ansiedade e depressão, e provoca dores generalizadas e constantes.

Gota

Doença caracterizada pela produção excessiva de ácido úrico pelo organismo. O acúmulo dessa substância nas articulações causa inchaço e inflamação.

Lúpus

Doença autoimune responsável por lesões em diversas partes do corpo, podendo causar dor, febre, manchas avermelhadas e queda de cabelo. As regiões mais afetadas são as articulações, os rins e os pulmões.

Osteoporose

Comum em mulheres na menopausa, é caracterizada pela fragilidade dos ossos, deixando-os sujeitos a fraturas.

Reumatologista ou Ortopedista: como saber qual escolher?

Sabemos que para o paciente nem sempre é fácil distinguir se a dor que está sentindo é uma condição ortopédica ou reumatológica. Por isso, separamos algumas dicas para ajudar na hora de marcar uma consulta com um especialista:

  • Após um trauma, como uma torção, se houver dor ou inchaço, o ideal é procurar um Ortopedista;
  • Já se os sintomas forem crônicos (persistirem por longos períodos ou são reincidentes) e derem sinais de um processo inflamatório como dor, calor, vermelhidão ou mesmo dificuldade em realizar o movimento, o Reumatologista é o especialista mais indicado.

cta_marque_uma_consulta

Qual a principal diferença entre o Reumatologista e o Ortopedista?

A possibilidade de realizar cirurgias é o principal ponto de separação entre essas especialidades. Embora ambos tratarem as doenças do aparelho locomotor e sejam capazes de indicar tratamentos com uso de medicação e orientação fisioterápica, só o ortopedista pode realizar procedimentos cirúrgicos. Já as doenças autoimunes são de responsabilidade do Reumatologista

Entretanto, é importante frisar que os dois profissionais atuam de forma complementar. Ou seja, caso se esgotem as possibilidades de tratamento reumatológico, pode-se considerar uma intervenção ortopédica como forma de minimizar os sintomas da doença e dar mais qualidade de vida ao paciente. Como a indicação de próteses, por exemplo, em doentes com a mobilidade prejudicada.

Como ocorre o diagnóstico de doenças reumatológicas e ortopédicas?

A grande maioria dos diagnósticos ocorre por anamnese. Ou seja, por meio da entrevista que o médico realiza na primeira consulta com o paciente. Através do histórico pessoal e familiar, o médico consegue delimitar sua abordagem.

Em seguida, é preciso confirmar o diagnóstico com a realização de algum exame de imagem como raio-x, ultrassom, tomografia computadorizada ou ressonância magnética. Uma dica é sempre procurar por Clínicas Médicas que tenham parceria com laboratórios de imagem ou hospitais para facilitar e até mesmo minimizar os custos desse diagnóstico.

É fundamental também que você busque por uma Clínica Médica em que esses especialistas atuem de forma integrada, possibilitando uma maior precisão em seu tratamento. Na Rede VIK, entendemos que o seu bem-estar não pode ser fragmentado, desse modo, atuamos com uma equipe multidisciplinar focada em atender às necessidades de cada paciente de forma personalizada e humanizada.

Você já deve ter percebido que a Rede VIK aposta no acesso à informação de seus pacientes como forma de promoção da saúde, por isso, criamos Programas Preventivos e de Orientação para a população, como Palestras e Cursos Especiais. Quer saber mais sobre como cuidar da sua saúde, entre em contato conosco!

E não esquece: gostou deste post e quer mais conteúdo como esse? Comenta aqui para a gente saber exatamente que tipo de informação você está buscando! Porque na Rede VIK, online ou presencial, o cuidado com o seu bem-estar é nossa maior prioridade!

Até breve!
Equipe Médica Rede VIK

 

Whatsapp
Olá 👋
Podemos te ajudar?