Se você costuma cuidar da sua saúde, provavelmente, deve ter se espantado com o título deste post, mas no Brasil milhões de mulheres nunca foram ao Ginecologista! Muitas por vergonha, medo do exame ou mesmo até por desconhecer a importância de se consultar com esse profissional.

Contudo, engana-se quem pensa que a consulta ginecológica serve apenas para cuidar do órgão sexual feminino. Em geral, o Ginecologista trata da saúde da mulher como um todo! Dessa forma pode, inclusive, identificar a necessidade de encaminhar a paciente para outros especialistas.

Entenda como o Ginecologista pode contribuir para o bem-estar feminino e com que frequência é preciso ir a consultas e realizar os exames de check-up.

Mas, afinal, o que faz um Ginecologista?

O Ginecologista é o médico responsável pela saúde da mulher! Isso inclui uma atenção especial ao trato genital feminino (que inclui tanto a vagina como órgãos internos: trompas, útero e ovários) e às mamas. Dessa forma, esse profissional realiza a prevenção e tratamento de diversas doenças (desde patologias mais simples como corrimentos até as mais complexas como infertilidade e câncer). Ele também é capacitado para orientar sobre o funcionamento normal do seu organismo (que pode ser bem complexo não é mesmo?), ajudar na escolha de métodos contraceptivos e até mesmo melhorar sintomas relativos às várias fases da vida da mulher (como a irritabilidade na tensão pré-menstrual ou os calorões do climatério).

Quando realizar a primeira Consulta Ginecológica?

A primeira consulta ao Ginecologista deve ocorrer ainda na adolescência, normalmente após a primeira menstruação. É um bom momento para que a adolescente crie um vínculo com o cuidado de sua saúde! Na consulta, o médico pode ajudar com as dúvidas que frequentemente as adolescentes possam ter sobre menstruação (por exemplo: quantidade de sangramento, frequência dos ciclos, tipo de absorvente que deve usar, o que usar para higiene íntima, se é possível escolher menstruar ou não etc) além de avaliar se o desenvolvimento da jovem paciente está adequado para a idade dela.

O Exame Ginecológico propriamente dito só e feito caso a menina já tenha iniciado a vida sexual. Do contrário é realizado um exame físico rotineiro.

Além disso, há a possibilidade do médico esclarecer mitos e verdades sobre sexualidade e a importância da prevenção contra ISTs (infecções sexualmente transmissíveis).

Com que frequência deve-se procurar o Ginecologista?

É importante que a mulher ou adolescente vá regularmente ao ginecologista, ao menos uma vez ao ano (salvo algum sintoma em que a paciente deve procurar prontamente seu médico). É extremamente importante a realização do exame de Papanicolau anual para as pacientes que já iniciaram atividade sexual! É ele o exame responsável por detectar alterações que podem levar ao câncer de colo de útero! E essas alterações inicialmente não dão sintomas! Por isso a importância de realizar o exame mesmo quando a mulher não sente nada!

Quando procurar um ginecologista?

Além das consultas de rotina, uma mulher pode — e deve! — procurar um especialista em casos excepcionais como:

Menstruação atrasada

Se a menstruação atrasa por mais de 2 meses e os exames de gravidez dão negativos, é fundamental procurar um Ginecologista para avaliar o que está causando o atraso!

Corrimento 

Em muitos casos, corrimentos, coceiras, mau cheiro e dor ao urinar são sinais de infecções genitais. Apesar dos sintomas serem semelhantes entre elas, o exame ginecológico se faz necessário para que se possa tratar de forma adequada (já que não há uma única forma de tratar).

Menstruação dolorosa – Cólicas menstruais

Apesar de ter sido considerada normal por muitos anos, hoje sabemos que muitas vezes a dor para menstruar pode ser um sinal de alerta  de que algo não está correto. Dessa forma, é necessário ajuda médica para definir os motivos desse sintoma e como controlá-lo.

Sangramento uterino anormal

Menstruar fora do período menstrual, observar mudança no fluxo habitual (aumento do volume ou dos dias por exemplo) ou sangrar após as relações sexuais demandam procurar um Ginecologista.

Dor pélvica durante o ato sexual

Sentir dor durante a relação não é normal. Existem diversas causas desde infecciosas até problemas crônicos como endometriose. De qualquer forma é necessário procurar ajuda!

Dificuldade para engravidar

A infertilidade pode ser definida como a ausência de concepção após 12 meses de tentativas regulares. Então, caso após um ano de tentativas o casal não conseguiu engravidar é necessário procurar ajuda médica.

Como escolher um Ginecologista?

O acompanhamento de rotina é uma consulta tranquila, previne doenças e contribui para o bem-estar feminino. Por isso, é importante escolher um Médico Ginecologista em Jaú de sua confiança, afinal, esse profissional irá acompanhá-la em muitas fases da sua vida. Busque indicações de especialistas com outras mulheres e em clínicas ginecológicas na cidade. E, lembre-se, prevenir é a melhor forma de se cuidar.

Gostou desse conteúdo? Tem outras dúvidas ou sugestões sobre o tema? Compartilhe conosco a sua opinião! Esse espaço é todo seu!

Até breve!
Equipe Médica Rede VIK

 

Whatsapp
Olá 👋
Podemos te ajudar?