Neuropediatra


Se você tem filhos em idade escolar já pode ter ouvido que algum coleguinha das suas crianças precisou se consultar com um Neuropediatra ou até escutou essa sugestão da professora delas!

A realidade é que, há alguns anos, os Neuropediatras (também chamados de Neurologistas Infantis) eram mais procurados por pais preocupados com crianças com dor de cabeça frequente, convulsões ou problemas no desenvolvimento motor.

Entretanto, com a rápida expansão da informação e até mesmo pela busca constante das escolas por melhores formas de aprendizado para os seus alunos, trouxeram à discussão os principais problemas do desenvolvimento infantil que precisam de um acompanhamento especializado.

Foi aí que o Neuropediatra passou a ser mais requisitado e, agora, tem sido mais comum ouvir falar desse especialista. Mas você sabe exatamente o que o Neuropediatra faz e quando procurá-lo? Descubra agora!

O que faz um Neuropediatra?

O Neuropediatra é o especialista que atua com crianças na área neurológica. Ele diagnostica e trata problemas ligados ao sistema nervoso. Mas não apenas isso!

Se você parar para pensar, o sistema nervoso é o principal responsável pelo envio e recepção de estímulos de todo o organismo. Por isso, o mais correto é dizer que o Neurologista Infantil trata de distúrbios motores, cognitivos e de linguagem também!

Quais os principais distúrbios que o Neuropediatra pode tratar?

As crianças possuem estruturas diferentes dos adultos, daí a importância de consultar um médico especialista habilitado para atender aos pequenos entendendo exatamente como se dá cada fase do seu desenvolvimento.

Dentro dos principais distúrbios infantis, estão:

  • Dificuldade escolar;
  • Dores de cabeça ou cefaleia;
  • Hiperatividade e déficit de atenção (TDAH);
  • Epilepsia e crise convulsiva;
  • Meningite;
  • Dificuldade ou atraso para caminhar ou falar;
  • Distúrbios do sono;
  • Paralisia cerebral;
  • Doenças musculares e do metabolismo;
  • Doenças degenerativas do sistema nervoso central e periférico;
  • Autismo;
  • Síndromes genéticas;
  • Sequelas de prematuridade.

Quando marcar uma consulta com uma Neuropediatra?

Normalmente, os problemas mais graves de saúde como questões genéticas e hereditárias acabam sendo encaminhados pelo próprio Pediatra que acompanha a criança.

Mas outros distúrbios menos graves acabam sendo mais difíceis de perceber como distúrbios do comportamento que, muitas vezes, são confundidos com manhas ou birras. Por isso, é comum que as escolas, que têm mais experiência em identificar transtornos desse tipo, acabem encaminhando a criança para um atendimento neurológico.

Entretanto, há alguns sinais que os pais podem ficar atentos para procurarem um especialista:

  • Paralisia facial em um dos lados do rosto;
  • Vertigem ou perda de equilíbrio sem motivo aparente;
  • Perda súbita de visão, tato ou fala;
  • Dormência e formigamento nos nervos periféricos;
  • Fraqueza muscular;
  • Forte dor na região lombar ou irradiando para as pernas;
  • Dores persistentes mesmo com analgésicos comuns;
  • Perda de consciência, confusão mental ou perda de memória;
  • Dificuldade em aprendizado ou para se socializar.

Mas vale lembrar que é imprescindível o acompanhamento pediátrico regularmente, principalmente nos primeiros anos de vida. Contudo, os adolescentes não devem ser esquecidos e precisam visitar o especialista pelo menos uma vez a cada seis meses.

Então, que tal marcar uma consulta com o Neuropediatra em Jaú agora mesmo e checar como anda a saúde do seu filho? Afinal, preocupação de mãe nunca é demais! E se ficou com alguma dúvida, deixa aqui nos comentários que teremos prazer em atender!

Estamos te aguardando!

Até breve,
Equipe Médica Rede VIK | Saúde Familiar

Marque sua Consulta